• Nossa História

  • Santos do Mês de Junho

  • Cada Comunidade uma Nova Vocação

  • PASCOM

  • Missas nas TVs Católicas

  • Novena a Nossa S. do Perpétuo Socorro

  • Campanha da Fraternidade 2021

  • Ano de São José

Instituto Santa Paula

Aqui você encontra informações sobre os trabalhos realizados pelo Instituto Santa Paula Elizabete Cerioli.

São obras educacionais que visam contribuir com o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e fraterna.

Conheça nossas realizações e e fique por dentro dos acontecimentos em nossas unidades:

  • Oásis Santa Paula
  • Escola Rotary Club
  • Creche Criança Feliz

Zenidia garante ambiente seguro na Escola Rotary

A secretária de educação de Assaí, Zenidia Aparecida Correa disse agora a pouco no Jornal Assaí Noticias da Rádio Stúdio FM que a “escola Rotary Club é um local seguro”.

Ela questionou algumas informações que dão conta de que os tiros foram disparados dentro do ambiente escolar. “Fiquei preocupada, porque disseram até que houve tiro nos corredores da escola. Isso não aconteceu”, afirmou.

Zenidia disse ainda que as aulas foram suspensas na tarde de hoje, mas serão retomadas na manhã desta quarta-feira. “Algumas crianças ainda estão na escola. Nossa orientação é pra que nenhuma criança saia sozinha do local. Somente deverão sair acompanhadas dos pais”, disse.

A secretária afirmou que duas pessoas são mantidas no local para dar segurança aos alunos. “O ambiente é seguro. Um homem fica no portão principal e ninguém entra sem ser identificado. O outro fica percorrendo todo o colégio”.

Para a secretária os pais devem enviar os filhos para a escola normalmente. “A violência não está na escola. Está fora dela. Transferir os alunos não será a medida mais adequada. Lutamos para dar um ambiente seguro aos alunos, por isso estamos aumentando a altura do muro”, finalizou.

Fonte: Assaí Noticias – Cleber Pontes 

Assaionline fala sobre Oásis Santa Paula

OÁSIS SANTA PAULA AMPLIA INSTALAÇÕES PARA MELHOR ACOMODAR SUAS CRIANÇAS

14/04/11

Devido ao aumento de crianças matriculadas em 2011 em sua entidade, a escola percebeu a necessidade de aumentar suas salas de aula para o conforto e desenvolvimento das crianças, por isso teve inicio na semana passada as obras que irão gerar mais duas salas de aulas na entidade.

A obra é gerenciada pelo Instituto Santa Paula E. Cerioli comandada pelo Padre Fiorenzo Longhi. A previsão é que até a próxima semana as crianças voltem para suas salas de aula, agora maiores, onde os professores poderão retornar suas atividades normais. A direção da escola está focada na comodidade dos alunos, visando assim, um melhor desenvolvimento para as crianças.

Criança Feliz é Integrada ao Complexo da Sagrada Família

O Centro de Educação Infantil Criança Feliz faz parte do novo Complexo da Sagrada Família, que é formado pelas escolas Rotary e Oasis.

A coordenadora Amanda Bittencourt Raminelli da Criança Feliz está muito contente com o Centro, pois há pouco tempo foi pintada toda a escola, ganharam colchões novos da secretaria de educação, e o atual Presidente o Padre Fiorenzo Longhi comprou pia nova, arrumou a cozinha, e comprou brinquedos novos para o parque.


Agora a Criança Feliz atende crianças de 0 a 2 anos e 11 meses de idade e 30 dias. A escola possui 44 alunos, um berçário e dois maternais, onde as crianças estudam em período integral, e a tarde as aulas são diferenciadas, com literatura, educação física, música e artes.

Amanda comentou que toda a sexta-feira do ultimo mês os alunos são dispensados para que os professores possam fazer capacitação para melhor atendê-los.

Reportagem AssaiOnLine

Uma Educação Sagrada Família

Paula Elizabete viveu num contexto social marcado pela pobreza. Neste contexto os camponeses sofriam grande discriminação, encontrando-se sem condições de vida, sem esperança de futuro.

A partir de uma experiência de fé, marcada pela crise devido à morte do único filho Carlos, a Cerioli volta-se para esta classe, preocupando-se, sobretudo, das crianças camponesas, através de uma intervenção educativa que favorecesse a inserção no meio social.

A pedagogia da Cerioli parte do princípio de que formar é colocar em ato uma exultante, mas difícil arte maiêutica, acontecimento gerativo. “Trata-se, nada mais nada menos, de possibilitar uma segunda criação, melhor que a primeira”.

Formar é orientar com firmeza e docilidade ao mesmo tempo, à liberdade que favorece o crescimento do homem interior. Formar é conduzir pela mão, orientar a uma meta, habilitar para a autolibertação.

A ação educativa nos moldes do pensamento cerioliano tem como objeto todo homem que se encontra “sem futuro”, motivando-lhe a mente, o coração, à vontade; abrindo-o para a responsabilidade, à solidariedade, ao respeito, afirmando a dignidade de toda criatura; guiando-o ao altruísmo, num mundo onde parece dominar o individualismo e o interesse privado.

A construção do conhecimento acontece por meio do socorro educativo endereçado a todos, mas de maneira especial aos mais “frágeis” e “problemáticos”, para dar a cada um as mesmas oportunidades de vida na sociedade, não obstante as diferenças.

Apesar de a Cerioli não ter tido, e nem podia ter, uma cultura pedagógica moderna e muito menos expor em nenhum livro conceitos e métodos educativos de modo científico, não é, todavia, sem fundamento que ela se comportou e foi considerada uma autêntica educadora, inovada com respeito a seu tempo. As suas linhas pedagógicas e todas as suas intervenções educativas devem ser compreendidas no âmbito da experiência de fé e mais especificamente da sua escolha de se tornar mãe das crianças pobres, depois de fazer-se evangelicamente pobre.

A Cerioli recomendava e praticava formas e modalidades de educação personalizada. Na relação educativa adotou o modelo familiar e comunitário, indicando um estilo aprontado pela docilidade, afabilidade, pela compreensão e pelo diálogo.

Padre Roberto Maver - CSF
Superior Regional

Pagina 2 de 2

Links

Redes Sociais

Destaques

#FicaADica