Nossa História

No dia 14 de maio de 1944, chega a Assaí o primeiro vigário Frei Epifânio. O.F.M (da Ordem dos Frades Menores), que passa a residir nesta cidade. Desta maneira a comunidade assaiense recebeu assistência espiritual contínua e permanente. Nesta data também foi aberto o livro de Batizados. A capelaauto

  • Nossa História

  • Liturgia

  • Programa Ecos de São José

  • Programa Oração da Ave Maria

  • Programa Anunciando Jesus

  • Ano Nacional Mariano - 2017

  • Campanha da Fraternidade 2017

Vocacional

O SAV - Serviço de Animação Vocacional - é a atividade da Igreja destinada a cuidar do surgimento, discernimento e acompanhamento das vocações. É ação vital de cada comunidade cristã em favor das vocações, para que a Igreja seja edificada segundo a plenitude de Cristo e conforme a variedade dos carismas do seu espírito.

O que é a Pastoral Vocacional?

Pastoral Vocacional é um trabalho desenvolvido dentro da Igreja Católica para buscar pessoas que tenham alguma vocação e desejam seguir a carreira de padre, freira ou leigo participativo.

A Pastoral Vocacional situa-se na compreensão da Igreja como comunhão e missão. Sendo assim, os vocacionados ao ministério dão continuidade ao serviço de Jesus, ungido pelo Espírito Santo, para levar a Boa Nova aos pobres, a luz aos que andam nas trevas, a liberdade aos prisioneiros, a vida a todos os seres humanos (Lc 4,18).

Toda a vocação na Igreja está ao serviço da santidade! A santidade é intimidade com Deus, é imitação de Cristo pobre, casto e humilde; é amor sem reserva ao próximo e entrega pelo seu próprio bem; é amor à Igreja que é santa e nos quer santos, porque assim é a missão que Cristo lhe confiou. Por isso, a ação vocacional deve procurar atingir todas as pessoas, em todas as idades e ao longo de toda a vida.

A Pastoral Vocacional não conhece fronteiras; dirige-se a todos e não apenas a algumas pessoas privilegiadas, porque todo o ser humano tem o desejo de conhecer o sentido da vida e do seu lugar na história; é uma proposta contínua que não acontece apenas uma vez na vida; não é só para jovens, pois o convite do Senhor a segui-lo dirige-se a todas as idades e a vocação considera-se plenamente realizada na hora da morte.

Quando falamos do “Serviço de Animação Vocacional”, ou propriamente na “Pastoral Vocacional”, pensamos imediatamente em “Promoção Vocacional” e isto nos faz erroneamente pensar que a Animação Vocacional se reduz ao serviço de promover as vocações específicas: “sacerdotais, religiosas e missionárias”. O trabalho vocacional é mais amplo e exigente, pois indica que se deve percorrer um longo itinerário vocacional que começa no batismo de todo cristão, e que a primeira vocação da qual somos chamados é a vocação à vida.

Oração Vocacional

Senhor, nosso Pai, Tu nos conheces a fundo e sabes o que mais nos convém.
Sabemos que enviastes teu Filho Jesus para salvar a humanidade toda
e que desejas salvá-la com a colaboração de todos.
"A messe é grande... e poucos são os operários”.
Em muitos lugares há Igrejas fechadas, palavra sem pregador, altares sem sacerdotes,
comunidades sem animadores, ovelhas sem pastores.
Suplicamos-te Ó Pai, pela intercessão do Imaculado Coração de Maria:
envia-nos padres, diáconos, religiosos, religiosas,
leigos consagrados e comprometidos com o teu reino.
Conserva e santifica Senhor os que já nos destes.
Ajuda cada batizado a viver sua vocação, a buscar a santidade...
Assim, a Igreja terá os operários que necessita, para o cumprimento da sua missão.
Maria, Mãe e modelo de todas as vocações,
ensina-nos a cumprir a vontade de Deus e ajudá-nos a dizer a cada dia:
"Faça-se em mim, Senhor, segundo a tua Palavra”.
Assim seja. Amém.

Assaiense no noviciado no Chile - Testemunho Vocacional

Santiago, 04 de março de 2015.
Wesley Araujo dos Santos
Noviço msf
Assaiense, que hoje habita em Santiago de Chile, e venho brevemente partilhar minha caminhada até aqui. Morei em Assaí até meus 11 anos de idade, depois minha família e eu migramos para o centro oeste do país, exatamente para a cidade de Rio Verde, em Goiás. Todavia, ainda me mantenho muito ligado ao lugar onde nasci, por residirem meu avô, tios e primos. Mas venho partilhar hoje especialmente minha caminhada vocacional. Desde criança inserida pela família na fé cristã, hoje sou noviço dos Missionários da Sagrada Família (msf).
Minha caminhada nas atividades de responsabilidades com nossa Igreja iniciaram assumindo a catequese e inserindo-se nos grupos de jovens. E cada vez mais fui me encantando com a messe do Senhor, olhava a maravilha do Reino, porém com a realidade da sociedade contemporânea há um grande desafio que desfavorece o serviço com grandes empenhos. Sentindo-me instigado, mas sem saber como melhor servir, coloquei-me em oração. Tempos depois, recebi a visita do Pe. Paulo Gatelli msf me convidando para conhecer sua congregação afim de um possível ingresso nela, sem hesitar, aceitei. Passado pouco mais de um semestre de acompanhamento vocacional no dia 23 de fevereiro de 2010 ingressei na Casa de Formação em Goiânia – GO, um ano propedêutico para conhecimento geral e integração na vida da Congregação. No seguinte ano fui para a etapa da filosofia, três anos em Passo Fundo – RS, uma etapa acadêmica somada com formação para aspirarmos e postularmos a Vida Religiosa Consagrada, nesse processo há a atuação pastoral e o trabalho para a manutenção das despesas da Casa de Formação. Nessa dinâmica, surgiu-me questionamentos sobre minha vocação, com inseguridade após os três anos de filosofia, pedi um ano de estágio missionário na periferia de Porto Alegre – RS.
O ano de 2014 foi dedicado ao meu discernimento vocacional. Neste ano atuei junto à juventude da Paróquia Jesus de Nazaré, mas conforme as necessidades fiz-me presente em todas as pastorais. A experiência vivida desse ano de olhar para os rostos juvenis de anseio para encontrar-se com Deus diante de suas diversas realidades de extermínio físico, de um lado e do outro pelo consumismo excludente, não apenas me pôs a assumir a vocação de uma vida à serviço do Reino, mas me fez reconhecer a presença viva de Deus em cada rosto juvenil. A partir desse ano de graça vigorei-me na caminhada e sigo hoje aqui em Santiago.
O noviciado é o ano canônico, etapa fundamental de aprofundamento da Constituição da Congregação e da Vida Religiosa Consagrada. Já estou há dois meses no Chile, num processo primeiro de adaptação, quanto cultural e estrutural. O Chile é um país de grande fé católica, sua liturgia não é tão integrada com a assembleia como no Brasil, porém têm músicas muito ricas na liturgia. A alimentação aqui, também não tem a grande variedade de nosso imenso país, porém são bem criativos nas apresentações dos pratos típicos. É muito rica a “cazuela” preparada com milho, batata, abóbora e frango. Outra coisa incomum com o Brasil são os “temblores”, terremotos inferiores a 5º. Todavia, nesses dois meses ainda não deu tempo para inserirmos profundamente na vida chilena, foi tempo de conhecimento do grupo e planejamento do ano. Nosso processo de noviciado é feito de âmbito latino-americano, porém eventualmente nesse ano somos todos brasileiros, nove no total. Até o momento está sendo uma experiência tranquila e animadora com o processo de formação e integração. E todos aqui esperam que o inverno não seja rigoroso nesse ano. Concluído o noviciado, janeiro do próximo ano, sigo comofrater para Belo Horizonte para os estudos da Teologia, onde morarei por quatro anos. Concluídos esse processo após um ano de estágio tenho a permissão para os votos perpétuos.
Fico muito feliz pela oportunidade de partilhar essa caminhada à minha Paróquia de origem e a minha saudosa cidade natal.Agradeço aos que rezam pelas vocações religiosas, e faço-vos pedido que não cessem de rezar, pois na perseverança fazemos a vontade de Deus, de servir com amor. Paz e Bem!
Jesus, Maria e José: esclarecei-nos, socorrei-nos e salvai-nos!

Terceiro dia do Tríduo Vocacional

Na noite do dia 2 de agosto, na Igreja Matriz São José, foi celebrada a missa do terceiro dia do Tríduo Vocacional. A missa presidida pelo Pe. Roberto Maver, Superior Regional da CSF no Brasil, teve por tema: “Eu te escolhi”. Pe. Fiorenzo Longhi (Pároco da Paróquia São João Batista de Peabiru-PR), Pe. Cezar Luciano Fernandes (Reitor do Seminário Maior de Curitiba-PR), Pe. Aurélio Fratus (Pároco da Paróquia Santo Inácio e Santa Paula de Curitiba-Pr), Pe. Jucelino Gomes da Silva (Diretor o Colégio Sagrada Família de Jandira-SP), Pe. Wagner Zacarias Rufino e Pe. Paulo Cesar Nogueira concelebraram. Durante a homilia, Pe. Roberto salientou que a função do diácono é servir e que por mais que essa seja uma etapa na formação sacerdotal, o mistério da diaconia deve estar sempre presente na vida do cristão. Após a celebração aconteceu a Vigília Eucarística com a animação da Renovação Carismática Católica de Assaí e pregação de Conrado de Oliveira Neto.
Pascom Assaí

Primeiro dia do Tríduo Vocacional

Na noite do dia 31 de Julho, aconteceu o primeiro dia do Tríduo Vocacional, em preparação para a Ordenação Diaconal, que acontece no dia 3 de agosto. A Santa Missa foi celebrada na Igreja Matriz São José, e foi presidida pelo Pe. Cezar Luciano Ernandes Fernandes, que é Conselheiro Geral da Congregação da Sagrada Família, Reitor do Seminário Maior e Mestre dos Noviços. A celebração contou com a presença do Pe. Roberto Maver, Vigário Geral da Congregação da Sagrada Família de Bérgamo e Superior Regional do Brasil, Pe. Jucelino Gomes da Silva, Diretor do Colégio Sagrada Família e Vigário da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Jandira-SP, Pe. Paulo Cesar Nogueira, vigário da Paróquia São José de Assaí, além da presença dos candidatos ao diaconato, sendo eles: Alexandre Surdi de Massaranduba (SC), Diego Almeida de Itapevi (SP) e Luis Fernando Pazian de Peabiru (PR). Ao longo da celebração, Pe. Cezar destacou que todos nós somos chamados a amar, cada um na sua vocação particular. Ressaltou que somos como vasos de barro nas mãos do oleiro e que precisamos nos deixar modelar.
Ao final da celebração, o seminarista Diego Almeida, partilhou um pouco da sua vocação e de forma consonante àquilo que foi esboçado pelo Pe. Cezar, reafirmou que aqueles que em breve serão ordenados diáconos são três vasos que terminaram de ser modelados e agora estão aptos a contribuir com a construção do Reino de Deus, embora continuem sendo vasos de barro, isto é frágeis. Pe. Cezar exortou todos a continuarem participando do Tríduo vocacional e a rezarem pelas vocações. No dia 01 de agosto acontece o segundo dia do Tríduo Vocacional, às 19h30, na Igreja Matriz São José. A Santa Missa será presidida pelo Pe. Jucelino Gomes da Silva. (Para ver todas as fotos clique aqui).
Pascom Assaí

Segundo dia do Tríduo Vocacional

Conforme noticiado anteriormente, acontece na Paróquia São José o Tríduo Vocacional, em preparação para a Ordenação Diaconal dos jovens Alexandre Surdi de Massaranduba (SC), Diego Almeida de Itapevi (SP) e Luis Fernando Pazian de Peabiru (PR), que será celebrada no dia 3 de agosto, ás 9h30, na Igreja Matriz. Na noite do dia 01 de Agosto, aconteceu o segundo dia do tríduo com missa presidida pelo Pe. Jucelino Gomes da Silva, que é Diretor da Escola Sagrada Família e Vigário da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Jandira-SP. Concelebraram Pe. Cezar Fernandes e Pe. Wagner Rufino. Durante a homilia Pe. Jucelino ajudou a comunidade a refletir sobre a dimensão vocacional, lembrando que é necessário sempre pedir ao Senhor que envie operários para a messe. Já o ordenando Luiz Fernando, no final da celebração agradeceu de modo especial os membros do Apostolado do Oração que tem como uma das finalidades rezar pelas vocações sacerdotais e religiosas. No dia 02 de agosto acontece o terceiro dia do Tríduo Vocacional, às 19h30, na Igreja Matriz São José. A Santa Missa será presidida pelo Pe. Roberto Maver, após a celebração haverá um vigília Eucarística. (Para ver todas as fotos clique aqui).
Pascom Assaí

Animação vocacional na Paróquia São José de Assaí

A vocação é um chamado, um convite, uma proposta que Deus nos faz e que, ao respondermos positivamente, somos enviados para uma missão no seu plano de salvação. Com o intuito de fazer uma animação e incitar nos jovens assaienses o desejo por uma reflexão mais profunda e significativa sobre a própria vocação, é que nos dias 21 e 22 de junho, estiveram em nossa paróquia o Reitor do seminário maior da Congregação da Sagrada Família de Bérgamo e Conselheiro Geral da Congregação, Pe. Cezar Luciano Hernandes Fernandes, juntamente com os seminaristas Eduardo Monteiro, Evandro da Mata e Ederson de Assis. Nesses dois dias, os seminaristas participaram das missas nas capelas e na igreja Matriz e deixaram uma mensagem de estimulo e perseverança. Na missa das 19h30 do domingo, e encerramento dessa animação vocacional, o Pe. Wagner agradeceu pela presença do Pe. Cezar e dos seminaristas e apresentou votos de que eles possam sempre estar participando da vida da Paróquia São José, ainda aproveitou para comunicar aos paroquianos que a Paróquia São José foi o local escolhido para a ordenação diaconal de três religiosos da congregação, sendo eles Alexandre, Diego e Luiz, que serão ordenados pela imposição das mãos do Bispo de Naviraí-MS, Dom Ettore Dotti. Essa ordenação acontecerá no dia 03 de agosto, e desde já somos convidados a rezar pelos ordenados e também para que Deus envie mais operários para a messe.

Pastoral da Comunicação Assaí

Pagina 1 de 3

Redes Sociais


Pastorais, Grupos, Movimentos e Comunidades

Destaques

Instituto Santa Paula