Nossa História

No dia 14 de maio de 1944, chega a Assaí o primeiro vigário Frei Epifânio. O.F.M (da Ordem dos Frades Menores), que passa a residir nesta cidade. Desta maneira a comunidade assaiense recebeu assistência espiritual contínua e permanente. Nesta data também foi aberto o livro de Batizados. A capelaauto

  • Nossa História

  • Agosto: Mês Vocacional

  • Liturgia

  • Programa Ecos de São José

  • Programa Oração da Ave Maria

  • Programa Anunciando Jesus

  • Ano Nacional Mariano - 2017

  • Setembro - Mês da Bíblia

  • Juntos com a CNBB pela Evangelização

Batismo

Diretrizes para a Pastoral do Batismo

1. O Santo Batismo, sacramento da fé, é o fundamento de toda a vida cristã, o pórtico da vida no Espírito e a porta que abre o acesso aos demais sacramentos. Pelo Batismo somos libertados do pecado e regenerados como filhos e filhas de Deus, tornando-nos membros de Cristo, somos incorporados à Igreja e feitos participantes de sua missão (cf. Catecismo da Igreja Católica, n.º 1213).

2. Portanto, "o Batismo é necessário para a salvação para aqueles aos quais o Evangelho foi anunciado e que tiveram a possibilidade de pedir este sacramento. É por isso que a Igreja cuida de não negligenciar a missão que recebeu do Senhor, de fazer 'renascer da água e do Espírito' todos aqueles que podem ser batizados". (Catecismo da Igreja Católica, n.º 1257).

3. A celebração do Sacramento do Batismo, como uma fonte de água viva (cf. Jo 7,38), é um ponto alto na existência das pessoas e no processo de conversão desencadeado pela evangelização. Nesse momento importante, vivenciamos a íntima comunhão com Deus e com os irmãos e as irmãs, pois esta é a nossa vocação. (CNBB - Animação da Vida Litúrgica no Brasil, n.º 85). Percebe-se nitidamente que "o significado e a graça do sacramento do Batismo aparecem com clareza nos ritos da sua celebração". (Catecismo da Igreja Católica, n.º 1234). Mergulhadas no mistério da paixão, morte e ressurreição de Cristo, as pessoas se tornam novos membros da Igreja, acolhidas pelo Pai, pelo Filho e pelo Espírito Santo.

4. Assim, "a primeira tarefa da Igreja, anterior a qualquer outra, é a formação do Povo de Deus e a construção da própria unidade". (CNBB - Igreja: Comunhão e Missão, n.º 84). "Como batizados, sentimo-nos atraídos pelo Espírito de Amor, que nos impele a sair de nós mesmos, a abrir-nos para os irmãos e a viver em comunidade. A experiência de comunidade de fé se concretiza de modo crescente na família, nas pequenas comunidades eclesiais, nas paróquias que, em comunhão com o bispo, formam a diocese". (CNBB - Catequese Renovada, n.º 215).

5. Dessa maneira, celebrando o Sacramento do Batismo, a Igreja não descuida daqueles que acolhe em seu seio, mesmo que tenham, pelas mais variadas razões, afastado-se da comunidade eclesial. "Muitas portas desses irmãos afastados esperam o chamado do Senhor (cf. Ap 3,20) através dos cristãos que, assumindo missionariamente seu Batismo e Confirmação, vão ao encontro daqueles que se afastaram da casa do Pai". (CELAM - Santo Domingo, n.º 131).

Encontro de Preparação para o Batismo

Direcionado aos pais e padrinhos, este curso visa estruturar o compromisso de ambos na futura educação do filho afilhado conforme os fundamentos da nossa religião católica. Através de palestras especialmente organizadas, este compromisso é fundamentado na identificação de passagens do evangelho.

O Encontro de Preparação para o Batismo acontece a cada dois meses. No próximo domingo (26/06) estará acontecendo a partir das 8h00min até as 12h00min no salão Frei Epifânio o terceiro Curso de Batismo do ano de 2011. Lembramos que esta preparação é obrigatória para os pais e os padrinhos.


Redes Sociais


Pastorais, Grupos, Movimentos e Comunidades

Destaques

Instituto Santa Paula