Nossa História

No dia 14 de maio de 1944, chega a Assaí o primeiro vigário Frei Epifânio. O.F.M (da Ordem dos Frades Menores), que passa a residir nesta cidade. Desta maneira a comunidade assaiense recebeu assistência espiritual contínua e permanente. Nesta data também foi aberto o livro de Batizados. A capelaauto

  • Nossa História

  • Programa Ecos de São José

  • Programa Oração da Ave Maria

  • Semana Santa 2018 - Programação

  • Cada Comunidade uma Nova Vocação

  • Campanha da Fraternidade 2018

Notícias

Santa Missa da Misericórdia

A comunidade paroquial celebrou no dia 26 de março, segunda-feira da Semana Santa, a missa da Misericórdia. Esse é o segundo ano que a celebração é realizada na Paróquia São José.
Essa celebração tem por intuito principal a oração pelos fieis falecidos, rogando a Deus que de a eles o descanso eterno. Mas o pe. Roberto, pároco, também lembra que essa celebração serve para nos recordar que também nós vamos percorrer esse caminho
Ao final da celebração litúrgica, a comunidade rezou a oração do Terço da Misericórdia. Devido as condições climáticas, a procissão até o cemitério municipal teve que ser cancelada.

Terço da Misericórdia
Aprenda a rezar o terço da misericórdia
Inicie rezando:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém
Pai-Nosso…
Ave-Maria…
Creio…
Nas contas do Pai-Nosso, reza-se:
Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue, a Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro.
Nas contas das Ave-Marias, reza-se:
Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro. (10 vezes)
Ao fim do terço, reza-se:
Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro. (3 vezes)

Oração pelos Falecidos

Dai-lhes Senhor o descanso eterno. E que a luz perpétua os ilumine. Descansem em paz. Amém.
Pascom Assaí

Missa de Domingo de Ramos

A Paróquia São José celebrou no dia 25 de março, domingo que antecede a Páscoa, o Domingo de Ramos. A data marca a abertura da Semana Santa, com a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, poucos dias antes de sofrer a Paixão, Morte e Ressurreição. A festa traz este nome para recordar os ramos cortados pelo povo para cobrir o chão onde Jesus passava. Com os ramos na mão, o povo aclamava: “Rei dos Judeus”, “Hosana ao Filho de Davi”, “Salve o Messias”.
Na celebração do Domingo de Ramos proclamamos dois evangelhos: o primeiro, que narra a entrada festiva de Jesus em Jerusalém fortemente aclamado pelo povo; depois o Evangelho da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, onde são relatados os acontecimentos do julgamento de Cristo.
Na Paróquia São José, a data foi celebrada na Igreja Matriz São José e na comunidade São Vicente, motivando também para a Coleta da Solidariedade. A coleta faz parte da Campanha da Fraternidade, que este ano tem como tema “Fraternidade e a superação da violência” e lema “Vós são todos irmãos” (Mt 23, 8).
Você pode informar-se sobre a programação da Semana Santa aqui. Na Catedral Cristo Rei de Cornélio Procópio, acontece  na quarta-feira a missa dos Santos Óleos, às 19 horas.
Pascom Assaí

Comunidade celebra solenidade do Padroeiro


A comunidade paroquial de Assaí celebrou na segunda-feira, 19 de março, a solenidade de São José, padroeiro da paróquia e da cidade de Assaí. A programação festiva contou com a realização do tradicional almoço de São José no dia 18 de março. Também foi realizado pelo Conselho de Assuntos Econômicos o leilão de gado e outros animais.
O pároco, Pe. Roberto, explicou que a realização da programação festiva na véspera da solenidade proporcionou uma melhor participação da comunidade nas celebrações litúrgicas em honra a São José.
A programação religiosa contou com carreata, bênção dos veículos e missa solene presidida pelo Pe. Jucelino e concelebrada por Pe. Geronimo, Pe. Pedro, Pe. Roberto, Pe. Paulo e Pe. Alexandre.
Pascom Assaí

Solenidade de São José - Por Dom Manoel

No dia 19 de março a Igreja Católica celebra a solenidade de São José, esposo da Bem-Aventurada Virgem Maria, Padroeiro da Igreja Universal.
O Papa Francisco é um grande devoto de São José. Tem em seu quarto uma imagem de São José dormindo. Em sua viagem às filipinas, falando às famílias, fez esta observação: "Eu também gostaria de dizer também a uma coisa muito pessoal. Eu gosto muito de São José porque é um homem forte e de silêncio. No meu escritório, eu tenho uma imagem de São José dormindo, e enquanto dorme ele cuida da Igreja. Quando eu tenho um problema ou uma dificuldade eu escrevo em um papel e um coloco em baixo de São José, para que ele sonhe sobre isso, ou seja, para que ele reze por este problema ". Esta confidência do Papa Francisco divulgou uma devoção a dormindo de São José. Muitas pessoas passaram em suas escritórios ou salas uma imagem de São José dormindo.
A devoção do Papa Francisco a São José se manifesta também em outros gestos. A Santa Missa que deu início ao seu pontificado foi celebrada no dia 19 de março, ou seja, no dia de São José. Também, por determinação sua, a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos orientou para que o nome de São José fosse acrescentado em todas as orações eucarísticas. E ainda, numa cerimônia, acompanhado do Papa Emérito, Bento XVI, consagrou o Estado do Vaticano a São José e a São Miguel Arcanjo.

Leia mais...

Assembleia Pastoral Paroquial 2017

No dia 03 de dezembro de 2017, realizou-se na Paróquia São José de Assaí a Assembleia Paroquial Anual contando com a presença dos Padres, dos coordenadores das pastorais, grupos e movimentos, mais dois representantes das comunidades (Capelas) urbanas e rurais.
Após a oração inicial, Pe. Roberto fez uma breve formação: refletimos juntos sobre a presença dos leigos e leigas na nossa comunidade como: “Sal da Terra e Luz do Mundo.”, tendo como embasamento o Doc. 105 da CNBB, visto que o papa Francisco declarou na Festa de Cristo Rei, que a Igreja celebra o ano do LAICATO. Após a reflexão foram divididos os grupos para avaliar os trabalhos propostos em 2016 e realizados ao longo do ano de 2017.
As questões abordavam as Urgências e Pistas de Ação propostas pelo 10º Plano de Ação Evangelizadora da Diocese de Cornélio Procópio e também algumas Urgências e Projetos paroquias que são:
- Igreja em estado permanente de Missão;
- Igreja: casa de Iniciação à vida cristã;
- Igreja: lugar de animação bíblica da Vida e da Pastoral;
- Igreja: comunidade de comunidades;
- Igreja a serviço da vida plena para todos.
Logo após o almoço um representante de cada grupo apresentou para todos os participantes da assembleia o que cada grupo havia avaliado. De acordo com o que foi apresentado, percebe-se que algumas pastorais conseguiram desenvolver, na medida do possível, algumas das urgências, porém, ainda falta um maior engajamento de todas as pastorais para que se possam atingir todas as urgências que a diocese e também a paróquia propõe.
Como a assembleia paroquial teve como objetivo avaliar os trabalhos realizados e tendo em vista que o 10º Plano de Ação Evangelizadora da Diocese de Cornélio Procópio, tem vigência até 2020, entendemos que ainda podemos dar continuidade às urgências acima citadas, tentando realizar a contento todas as ações propostas. Para isso contamos com o empenho de todos os membros das diversas pastorais, grupos, movimentos e comunidades urbanas e rurais, impulsionados pela força e a ação do Espirito Santo que habita em cada um de nós.
Que Deus abençoe infinitamente cada um que se disponibilizou e se dou para a realização dos trabalhos pastorais em 2017, o caminho para frente, ainda é um caminho longo, mas com o esforço de todos vamos fazer da nossa Paróquia uma “comunidade de comunidades” assim que nossa paroquial seja atendida nas suas necessidades, e que o ano de 2018, seja um ano abençoado para todos nós.

Jantar dançante da Pastoral Familiar

A Paróquia São José, por mio da Pastoral Familiar, realizará o tradicional Jantar Dançante. O evento acontece no dia 16 de setembro no Salão Ir. Francisco e Ir. Felícia (Salão Paroquial).
O jantar dançante é um momento de confraternização para a comunidade paroquial. O evento acontece em um ambiente familiar, com muito respeito e é um atrativo para todas as idades.
A animação do jantar será por conta do grupo Musical Miragem.
Maiores informações e reservas podem ser obtidas com os agentes da pastoral familiar ou pelo telefone: (43) 3262-4063.
Pascom Assaí

Reunião do Conselho Diocesano

Em Sertaneja, no sábado dia 12 de agosto, o Conselho Diocesano Pastoral realizou sua terceira reunião do ano, com o foco nos 500 anos da Reforma Protestante, promovendo uma discussão e reflexão do tema do Conflito à Comunhão.
Padre Rafael Direito, conduziu a palestra de formação, onde focou os 500 anos da Reforma Protestante. A vida de Martinho Lutero foi apresentada pelo Bispo Diocesano Dom Manoel João Francisco, que falou um pouco da vida e dos desafios encontrados por Lutero.
“O cristão vive não em si mesmo, mas em Cristo e no próximo. De outro modo ele não será um cristão”. Martinho Lutero.
Padre Rafael focou a importância desse momento para a igreja “Ano comemorativo, purificar e curar as memórias, restaurar a unidade cristã de acordo com a verdade do Evangelho de Jesus Cristo (Ef 4,4-6) ”. Falou Padre Rafael, aos participantes.
Celebrar os 500 anos da reforma protestante é importante para despertar uma comunhão mais profunda de todos os cristãos. É necessário iniciarmos os estudos para haver a compreensão, e compreendendo o dado histórico para favorecer a comunhão. O respeito é de extrema importância para aceitarmos esse momento de busca pela unidade.
Dom Manoel, lembra da importância do encontro do Conselho Diocesano, que representa os mais de 130 mil católicos da região que compreende a Diocese de Cornélio Procópio. A celebração dos 500 anos, passa pela organização desse momento de extrema importância para o diálogo cristão.
“Todos nós somos igreja, Padres são ás minorias, os Bispos menos ainda”. Lembrou Dom Manoel, ao pedir a verticalização das decisões dentro da igreja, um exemplo é o CPP, onde a vida da paróquia é decidida.
“Leigos e leigas não são simples executores de tarefas. Eles decidem juntos as atividades e ajudam no caminho da Igreja”. Concluiu Dom Manoel.
Fica evidente com a riqueza do tema apresentado, também desperta o interesse para dedicarmos nesse estudo, que pode ampliar os horizontes, fortalecer nossa fé e nos ensinar pelo diálogo e o amor.
Diocese Procopense

Palavra do Pastor - Dia dos Catequistas

No contexto do mês vocacional, no próximo domingo, dia 27, vamos rezar por todos e por todas as catequistas do Brasil. Naturalmente que a nossa atenção se direcionará de modo especial aos e às catequistas de nossa Diocese.
O ministério de catequista é um dos mais importantes e necessários na Igreja. Nos textos do Novo Testamento são chamados de doutores (At 13,1). São Paulo, numa classificação hierárquica, coloca-os em terceiro lugar. “E aqueles que Deus estabeleceu na Igreja são, em primeiro lugar, apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, doutores” (1Cor 12,28). Do tempo dos Apóstolos chegou até nós um pequeno catecismo chamado Didaqué ou Doutrina dos Doze Apóstolos.
Muitos bispos, lá no início da Igreja, faziam questão de exercer o ministério de catequista. São famosas as catequeses pré-batismais e mistagógicas de São Cirilo, bispo de Jerusalém (+386), de São João Crisóstomo, bispo de Constantinopla (+407), de Teodoro bispo de Mopsuestia (+428). Das catequeses de Santo Ambrósio, bispo de Milão (+397) restou-nos dois pequenos livros: um sobre os sacramentos e outro sobre os mistérios. Santo Agostinho (+430), atendendo o pedido do diácono Deogratias e vendo que outros catequistas passavam pelas mesmas dificuldades, escreveu um pequeno tratado teórico e prático sobre o modo de catequizar, intitulado: “A Catequese das Pessoas Simples”.

Leia mais...

Coroação da Imagem de Nossa Senhora

Para comemorar a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, celebrada em todo o Brasil no dia 20 de agosto, a Paróquia São José de Assaí através do Terço dos Homens, Movimento de Schoenstatt, Apostolado da Oração, Movimento Maria passa na Frente e Legião de Maria, organizaram o tríduo Mariano pela Paz no Mundo e a coroação da imagem de Nossa Senhora.
O tríduo aconteceu entre os dias 18 e 20 de agosto na igreja Matriz, com uma programação especifica para cada dia. O primeiro dia foi marcado pela realização das tendas de oração nas comunidades urbanas.   O segundo dia teve missa votiva a São José, esposo de Maria e Padroeiro da comunidade de Assaí. O terceiro e último dia foi marcado pela coroação da Imagem de Nossa Senhora.
Pascom Assaí

Pagina 1 de 18

contador gratuito

Redes Sociais

Pastorais, Grupos, Movimentos e Comunidades

Destaques

Instituto Santa Paula