Nossa História

No dia 14 de maio de 1944, chega a Assaí o primeiro vigário Frei Epifânio. O.F.M (da Ordem dos Frades Menores), que passa a residir nesta cidade. Desta maneira a comunidade assaiense recebeu assistência espiritual contínua e permanente. Nesta data também foi aberto o livro de Batizados. A capelaauto

  • Nossa História

  • Liturgia

  • Programa Ecos de São José

  • Programa Oração da Ave Maria

  • Programa Anunciando Jesus

  • Ano Nacional Mariano - 2017

  • Campanha da Fraternidade 2017

Catequese

O Verbo “catequizar” significa “fazer ecoar aos ouvidos” (Katekkéo). Daí o sentido com que é empregado no Novo Testamento: instruir, informar, transmitir, ensinar “de viva voz”. Enfim o termo Catequese no Novo Testamento, significa dar uma instrução a respeito da fé. A Catequese, de fato, tem por objetivo último fazer escutar e repercutir a Palavra de Deus (cf CR 31).
Historicamente a Catequese vestiu várias roupas para oferecer uma caminhada de crescimento da fé:
  • No início da Igreja, caracterizou-se como iniciação à fé e vida na comunidade.
  • De 500 a 1.500, Idade Média, como processo de imersão na Cristandade.
  • A partir de 1.500, como instrução, onde a preocupação maior era a clareza da doutrina.
  • Em nossa época, foi se redescobrindo na catequese a importância da iniciação cristã e o seu lugar na comunidade de Fé. A catequese começa a se caracterizar como Educação Permanente da Fé. Inclusive começamos a chamá-la de Catequese Renovada.
A Catequese é um processo de educação da fé:
  • Em comunidade – porque é algo que vai se realizando aos poucos, num caminhar na comunidade, em busca de uma sociedade fraterna e justa.
  • A catequese é dinâmica – porque está sempre atenta às situações históricas e sociais da nossa realidade.
  • A catequese é sistemática – porque organiza uma programação para facilitar o conhecimento das verdades da fé, da Palavra de Deus e do magistério da Igreja.
  • A catequese é permanente – porque passa por todas as etapas e por todas as faixas de idade.
O Documento “Catechesi Tradendae” n.º 21 nos ensina que a Catequese tem como tarefa a iniciação cristã integral e sistemática na fé, aberta a todos os aspectos da vida cristã, motivando os catequizandos à adesão a Jesus Cristo.
Catequese é diferente de evangelização que é o primeiro anúncio do evangelho e nos leva à conversão. A catequese tem como tarefa a iniciação global e sistemática da fé. Por meio da catequese é assimilada a doutrina e as verdades da fé que levam a um contato vivo com Cristo, tanto na dimensão pessoal como na dimensão da comunidade cristã. Não é algo improvisado, mas tem um programa completo, integral e aberto a todos os aspectos da vida cristã (CT 21).
Objetivo da Catequese
Aprofundar o primeiro anúncio do Evangelho, levando o catequizando a conhecer, acolher, celebrar e vivenciar o mistério de Deus, centrado na pessoa de Jesus Cristo, que nos revela o Pai e nos envia Espírito Santo, conduzido a uma entrega do coração a Deus, à comunhão com a igreja, ao compromisso de transformação da sociedade, como um autêntico discípulo missionário frente aos desafios do mundo atual (DGC 80-81) .
Justificativa
Os desafios que apresentam a situação da sociedade, requerem identidade católica mais pessoal e fundamentada. O fortalecimento dessa identidade passa por uma catequese adequada que promova a adesão pessoal e comunitária a Cristo. Para isso, a catequese não pode se limitar a uma formação meramente doutrinal, mas precisa ser uma verdadeira escola de formação integral, que leve crianças, jovens e adultos a cultivar a amizade com Cristo na oração, leitura e meditação da palavra Deus, experiência comunitário e litúrgica, serviço aos irmãos e, fundamentos de uma catequese permanente. Por isso assumimos como compromisso, propiciar através de cursos e encontros a nível diocesano, setorial e paroquial, formação que capacite coordenadores e catequistas para o exercício do Ministéri

Formação com os pais dos catequizandos

Nos dias 14 e 16 a Pastoral da Catequese organizou uma "catequese" bíblica para os pais. No dia 14 reuniram-se os pais dos catequizandos dos volumes 1, 2 e 3. No dia 16 foi com os pais dos volumes 4, 5 e adolescentes além doas catecúmenos adultos.
A formação com os pais faz parte do projeto de iniciação à vida cristã e animação bíblica, segundo o Plano Pastoral Paroquial.
Na primeira formação, no dia 14, a formação foi conferida pelo Pe. Paulo Cesar, já no dia 16 a formação ficou à cargo do Pe. Wagner Zacarias Rufino.
Pastoral da Comunicação.

Início do caminho catecumenal

No último domingo, dia 13, na missa das 09h30, um grupo de 43 catequizandos da Paróquia São José, iniciou oficialmente o caminho catecumenal, em preparação à recepção dos Sacramentos da Iniciação Crista.
Dentre outras coisas, Pe. Wagner frisou durante a celebração a necessidade e importância de termos uma catequese que ajude os catequizandos a experimentarem Jesus e não somente uma catequese sacramentalizadora.
Num diálogo com os catequizandos e seus pais, estes demonstraram interesse livre de continuar no caminho do seguimento do Senhor, apoiados pela comunidade.
Pe. Wagner Zacarias Rufino.

Formação Catequética

“A formação de bons catequistas é o desafio número um da Igreja no Brasil de hoje.
São importantes as escolas catequéticas tão insistentemente solicitadas pelos
catequistas e recomendadas pelo magistério” (CR 149).

Aconteceu no dia 5 de fevereiro (terça-feira) o primeiro dia de formação para os Catequistas. O encontro promovido pelo pároco, Pe. Wagner, e pela pastoral da Catequese contou com a participação de vários catequistas.
A formação se constitui num grande desafio na nossa história contemporânea onde os valores são questionados e a dimensão da fé cada vez mais fragmentada.
O Diretório Nacional de Catequese aponta para estes desafios afirmando que: “O momento histórico em que vivemos, com seus valores e contravalores, desafios e mudanças, exige dos evangelizadores preparo, qualificação e atualização. Nesse contexto, a formação catequética de homens e mulheres ‘é prioridade absoluta’” (DGC 234). Os recentes documentos da Igreja estimulam a formação inicial e permanente dos seus agentes: “Qualquer atividade pastoral que não conte, para a sua realização, com pessoas realmente formadas e preparadas coloca em risco a sua qualidade” [DGC 234; cf. CDC 773 a 780] (cf.DNC, n.252).
Esperamos com alegria todos e todas as catequistas para o segundo dia de formação, nesta quarta-feira (6 de fevereiro) às 20h no salão Frei Epifânio.

PASCOM - ASSAÍ

Abertura do ano catequético 2014




No sábado, 15 de fevereiro, às 15h00min, aconteceu no salão Paroquial a primeira reunião e formação do ano de 2014 com os pais da catequese. Nessa oportunidade o Padre Wagner exortou a todos que se mantenham firmes na educação da fé aos próprios filhos. Já no domingo, às 9h30min, na Igreja Matriz, foi celebrada a missa de abertura do ano catequético, momento no qual o Padre Wagner agradeceu a todos os catequistas da Paróquia São José pelo empenho e dedicação.
PASCOM

Equipe de Coordenação da Catequese

Voltar

Função Nome Telefone E-mail
Coordenador(a): Silvana Lajarin Pereira (43)3262-0180 JLIB_HTML_CLOAKING
Vice Coordenador(a): Marcelo Pereira
Tesoureiro(a): Tiago Estevam Marques
Secretário(a): Rosa Satie Shigaki
Equipe
Resp. Santa Luzia
Resp. Santa Paula
Resp. São Benedito
Resp. São Vicente Maria Evangelina da Silva

Pagina 1 de 3

Redes Sociais


Pastorais, Grupos, Movimentos e Comunidades

Destaques

Instituto Santa Paula