Nossa História

No dia 14 de maio de 1944, chega a Assaí o primeiro vigário Frei Epifânio. O.F.M (da Ordem dos Frades Menores), que passa a residir nesta cidade. Desta maneira a comunidade assaiense recebeu assistência espiritual contínua e permanente. Nesta data também foi aberto o livro de Batizados. A capelaauto

  • Nossa História

  • Programa Ecos de São José

  • Programa Oração da Ave Maria

  • Semana Santa 2018 - Programação

  • Cada Comunidade uma Nova Vocação

  • Campanha da Fraternidade 2018

A Palavra do Pastor - Brasil: Nossa Pátria Terrestre

No próximo domingo, 07 de setembro estaremos celebrando o Dia da Pátria. Desde o tempo da escola, todos nós sabemos que no dia 07 de setembro de 1822, o Príncipe Dom Pedro proclamou a independência do Brasil. Até aquela data, o Brasil tinha sido colônia de Portugal. É costume, nesta ocasião, fazer lindas homenagens nas escolas e nas praças. Aqui em Cornélio Procópio, as homenagens começaram no dia 02 e vão se estender até dia 14 com um festival de fanfarras em frente à Prefeitura. É muito bom que aconteçam essas homenagens. Elas despertam em nós o verdadeiro e sadio patriotismo. Fazem-nos tomar consciência de nossas responsabilidades como cidadãos e cidadãs. Nem todo bom cidadão é bom cristão, mas todo o bom cristão deve ser bom cidadão. O bom cidadão é consciente de seus direitos e luta por eles. São vários os direitos do cidadão. Vamos lembrar apenas alguns. Todo cidadão tem direito à vida, à dignidade, à liberdade de religião, à integridade física e moral, à liberdade de e ir e vir para onde quer. Tem direito também à saúde, a previdência e assistência social, à indenização por dano material ou moral e tantos outros. É muito bom e importante que os cidadãos lutem por seus direitos. Não podem, porém, esquecer que, para cada direito corresponde um dever, uma obrigação. Talvez alguém queira se desculpar, dizendo que não tem nenhum poder e que por isso não se sente responsável pelo país. Esta desculpa, no entanto, é muito frágil. Há um pedacinho do Brasil que todos nós temos condições de mudar e melhorar: nós mesmos, e nossa consciência. Cada pai e cada mãe tem a possibilidade de melhorar sua família. Todo aquele que é participante ativo de sua comunidade está também melhorando um pedacinho do Brasil. Um dever muito sério do cidadão é o de votar. Somos uma democracia. Numa democracia os cidadãos e as cidadãs elegem seus governantes. Dar o voto à pessoa certa é um dos graves deveres de todo o cidadão. Age muito mal, e peca como cristão e como patriota, quem vende o seu voto. Se um candidato oferecer dinheiro ou outra vantagem pelo voto de alguém, o menos que se pode fazer é mandá-lo embora.
Direitos a gente deve conquistar, deveres a gente deve cumprir. Vamos nos colocar em atitude de cidadãos e cidadãs cristãos que amam a pátria terrestre, mas sabem que nela vivemos como peregrinos. Nossa pátria definitiva é o céu.
Dom Manoel João Francisco
Bispo  Diocesano
contador gratuito

Redes Sociais

Pastorais, Grupos, Movimentos e Comunidades

Destaques

Instituto Santa Paula