Nossa História

No dia 14 de maio de 1944, chega a Assaí o primeiro vigário Frei Epifânio. O.F.M (da Ordem dos Frades Menores), que passa a residir nesta cidade. Desta maneira a comunidade assaiense recebeu assistência espiritual contínua e permanente. Nesta data também foi aberto o livro de Batizados. A capelaauto

  • Nossa História

  • Programa Ecos de São José

  • Programa Oração da Ave Maria

  • Semana Santa 2018 - Programação

  • Cada Comunidade uma Nova Vocação

  • Campanha da Fraternidade 2018

PasCom

Começa o 4º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação

Começou na noite do dia 24 de julho, quinta-feira, na cidade de Aparecida, SP, o 4º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação e 2º Seminário Nacional de Jovens Comunicadores. O objetivo do evento é articular e animar a Pastoral da Comunicação da Igreja no Brasil a partir da cultura gerada pelas novas tecnologias. De acordo com os organizadores, o evento conta com a participação de mais de 900 pessoas, entre bispos, padres, religiosos(as) e leigos. A Paróquia São José também participada do encontro através da representação do Pe. Wagner Zacarias Rufino e Renato Vinicius Mussi. “Comunicação, desafios e possibilidades para evangelizar na era da cultura digital” será tema de reflexão ao longo do encontro nos seminários e painéis com a presença de pesquisadores da comunicação. A Solenidade de abertura contou com a presença de Dom Eduardo Pinheiro da Silva (Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB), Dom Darci José Nicioli (Bispo Auxiliar de Aparecida), Pe. Clovis Melo (Assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação RIIBRA - Rede de Informática da Igreja no Brasil), Padre Carlos Sávio Ribeiro (Assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude), Irmã Élide Fogolari (jornalista) entre outros. A noite ainda teve uma conferência com o Pe. Antonio Spadaro (Doutor em Teologia, diretor da Revista Civiltà Cattolica e escritor na área da WEB), com o tema: Comunicação, desafios e possibilidades para evangelizar na cultura digital. O evento seguirá até o dia 27 de julho, com uma vasta programação, debatendo temas como comunicação e mudanças socioculturais produzidas pelas tecnologias digitais; discípulos Missionários na cultura digital; evangelização e espiritualidade na Web, entre outros.
PASCOM ASSAÍ

Reunião da Pascom com os setores III e IV em Nova Santa Bárbara.

Aconteceu hoje, (26) de abril, na cidade de Nova Santa Bárbara, a reunião da Pastoral da Comunicação (Pascom) com os setores III e IV. A reunião teve início às 14h00min e contou com os comunicadores das cidades de Cornélio Procópio, Assaí, Santa Cecília do Pavão, Congonhinhas, Figueira e Curiúva.
A reunião foi conduzida pelo coordenador diocesano da Pascom, Herik Brevilheri, que teve como ponto central a apresentação e discussão da mensagem do Papa Francisco para o 48º Dia Mundial das Comunicações Social.
No evento foi falado que a Pascom deve se integrar com as outras pastorais e movimentos dentro da paróquia, que deve ser uma pastoral com as outras pastorais. Também foi exposto (partilhado) a falta de interesse de algumas paróquias em enviar membros para participar da reunião e até mesmo em criar a Pascom em suas comunidades, isto acaba dificultando o trabalho diocesano da Pascom, deixa de produzir frutos em muitas localidades e acaba desmotivando as comunidades que estão buscando caminhar.
Neste encontro foi marcado a reunião com os membros da Pascom do Regional Sul II para o dia 02 de agosto, com o local ainda a ser definido. O evento encerrou-se às 16h00mim com a oração conduzida pelo Padre Wagner Zacarias, pároco da Paróquia São José em Assaí.
André Ladeira Gomes
Pascom Paroquial de Figueira

Informação e liberdade: o futuro das redes sociais

A China é hoje o maior mercado de internet do mundo. Existem mais de 221 milhões de blogs, 181 milhões de blogueiros e 235 milhões de usuários de redes sociais, segundo informações da Red Ant (organização inglesa especializada em análise de internet e redes sociais). O cenário da mídia social é complexo, vasto e sempre em mudança. Também, progressivamente, as redes sociais estão se tornando parte crucial da vida do povo chinês, sendo um dos poucos meios que saltam as barreiras impostas pela censura do governo à informação.
Atualmente, existem milhões de cadastrados nas diversas redes sociais chinesas. O Sina Weibo é o maior microblogging do país. Seus usuários são executivos entre 20 e 30 anos de idade e 48% dos usuários acessam o microblog em seus telefones celulares, segundo dados da Fundação Centro Unitário para a Cooperação Missionária na China (Fondazione Cum). O Weibo.com – que é uma cópia do Twitter – tem mais de 200 milhões de inscritos, mais do que toda a população brasileira. O governo chinês nomeou 700 censores para administrar o microblog. Como o alfabeto chinês é baseado em ideogramas, e cada ideograma tem um ou vários significados, a quantidade de informações em 140 caracteres é muito superior ao do alfabeto latino, na qual um conjunto de letras define um significado apenas, fazendo assim com que os chineses consigam transpor a barreira da censura no país com um elevado fluxo de informações.
Segundo o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre Clovis Andrade de Melo, o impacto das redes sociais na humanidade está mudando as relações interpessoais. “As redes sociais são um caminho sem volta. É um espaço dinâmico de convívio social. A censura só aumenta o desejo por conhecimento pois, quem tem a informação, tem o poder em suas mãos. Por isso a China tem em sua política o bloqueio parcial da informação, que na minha opinião é uma política equivocada”, explicou.
Não somente o Twitter é clonado, como no caso do site Weibo, as outras redes sociais também o são, como o Facebook, Blogger, Google+, LinkedIn, Instagram, Flickr, Youtube, além dos famosos motores de buscas, como o Google, Bing, Yahoo.
A lei chinesa quanto a utilização das redes sociais para fins políticos e críticas sociais é bastante rigorosa. Um dos casos mais representativos é o de Chen Wei, 42 anos, que em dezembro passado foi condenado a nove anos de prisão por quatro artigos publicados em seu blog. A acusação é de "incitação à subversão contra o poder do Estado". Na verdade, Chen foi detido em fevereiro de 2011 por querer “promover a Primavera Árabe” na China, inspirada nas revoltas no Oriente Médio.
Para o jesuíta e integrante do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, padre Antônio Spadaro, profundo estudioso das mídias sociais, as redes sociais não são um meio de comunicação, mas o lugar da comunicação. “Não podemos pensar a rede como um instrumento, mas sim um lugar que nos permite existirmos no mundo digital”, disse o padre Spadaro em sua palestra, em Brasília (DF) no último dia 19 de maio, no Seminário para Jovens Comunicadores promovido pela CNBB.
Ainda de acordo com o padre Spadaro, hoje nenhuma mensagem passa se ela não for transmitida através de uma relação. “Comunicar não significa transmitir, mas relacionar-se. É justamente por isso que muitos canais de televisão estão morrendo pois, os únicos canais que sobreviverão serão aqueles que criarem a capacidade de interagirem com o público. A lógica das redes sociais nos faz compreender que o conteúdo oferecido está sempre ligado a pessoa que o oferece, não existindo assim comunicação neutra, ela sempre será parcial”, explicou.
No Brasil
As redes sociais fazem o maior sucesso em terras tupiniquins. Pesquisas apontam que um em cada três brasileiros está conectado a internet, o que equivale a 70 milhões de pessoas. O brasileiro gasta, em média, 23 horas e 12 minutos aos mês com internet. Entre os conectados, 79% utilizam as redes sociais, ou seja, 55 milhões de pessoas. Só para ter ideia do crescimento das redes sociais no país, somente em 2008, o Twitter cresceu 1382%.
O episcopado brasileiro também faz parte das estatísticas e se utiliza das novas ferramentas para a evangelização. Seja na pessoa do cardeal, arcebispo e bispo, quanto de uma arquidiocese, diocese ou prelazia, as redes sociais são parte integrante da comunicação social moderna. As redes mais usadas são o Facebook e o Twitter.
Um dos bispos mais atuante é o cardeal arcebispo de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer. "Saúdo a todos vocês, que ajudam a anunciar, também aqui no mundo digital, que ‘Deus habita esta cidade’! Se Jesus pregasse o Evangelho hoje, usaria também a imprensa escrita, o rádio, a TV, a internet, o Twitter. Dê uma chance a Ele!", postou o arcebispo em sua estreia na mídia social.
Visão do Papa
“Verdade, proclamação e autenticidade da vida na era digital”, esse foi o título da mensagem do papa Bento XVI para o 45º Dia Mundial das Comunicações, no ano de 2011. O papa enalteceu pontos positivos da utilização das redes sociais como a promoção do diálogo, mas alertou para algumas condições: “Entrar no ciberespaço pode ser sinal de uma busca autêntica de encontros pessoais com os outros, desde que as pessoas estejam atentas e evitem perigos como o de se inserir em uma espécie de existência paralela ou de o exposição excessiva ao mundo virtual”.
No dia 28 de junho de 2011, o papa estreou no Twitter. Segundo o próprio Pontífice, o objetivo foi divulgar o lançamento de um portal de notícias do Vaticano, o News.va. “Queridos amigos, acabei de lançar o News.va. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Com minhas orações e bênçãos. Bento XVI”, foi o primeiro post do Sumo Sacerdote, na rede social.

Pastoral da Comunicação diocesana realiza encontro em Cornélio Procópio

No último sábado, dia 22, foi realizado em Cornélio Procópio, no Centro Pastoral Caquético da Catedral, o encontro diocesano da Pastoral da Comunicação – Pascom, com início às 14h: 00mim. O encontro contou com pessoas vindas de diversas paróquias da diocese, cada um trouxe e partilhou sua realidade de comunicação nas comunidades. O evento foi iniciado com a Oração dos Comunicadores conduzido pelo assessor diocesano, Pe. Élcio José. O Padre destacou a grande importância de ter a Pastoral da Comunicação nas nossas paróquias, mostrando que esta não é apenas uma pastoral a mais e sim uma pastoral formada por integrantes (representantes) de todas as pastorais e movimentos. O assessor falou também que “precisamos seguir o mandato de Jesus Cristo, que devemos levar a mensagem do Evangelho por cima dos telhados (MT 10, 27; Lc 10,3), uma vez que mais de dois mil anos se passaram e, dentre tantos acontecimentos e transformações ocorridas, a revolução tecnológica dos meios de comunicação é o grande desafio atual. A Igreja não pode ficar para traz no que diz respeito à comunicação, a comunicação é vital nos dias de hoje”.
Em seguida o Coordenador diocesado da Pascom, Herik Brevilheri, deu continuidade ao evento, apresentando o calendário das atividades do ano de 2014 e fazendo outras explanações a respeito da Pascom.
O encontro encerrou às 16h:00min.
Fonte: PASCOM Diocesana

Aconteceu o II Encontro Diocesano de Secretários Paroquiais

Em toda paróquia, a secretaria paroquial é um dos primeiros lugares a ser procurado por uma pessoa em busca de informações e consolo espiritual. Pensando nisto, a Diocese de Cornélio Procópio, através da Pastoral da Comunicação (PASCOM) promoveu no dia 31 de março o II Encontro Diocesano de Secretárias (os) paroquiais, sendo eles os primeiros a ter contato com os que procuram a secretaria paroquial. O evento teve início às 14h00 no Centro Diocesano de Pastoral em Cornélio Procópio, com o término às 17h:00.
Entre os assuntos que foram tratados no encontro estão: atendimento ao público (ministrado pela Psicóloga Dra. Patrícia Rossi), funcionamento do programa de contabilidade e registros das paróquias (conduzido pelo Herik Brevilheri – coordenador da Pascom) e esclarecimentos de dúvidas sobre a parte burocrática relacionado à Mitra Diocesana (explanado pelo Paulo Cezar – contador da Mitra Diocesana).
Também estiveram no encontro o Pe. Élcio José (assessor da Pascom), que fez a oração de abertura e de término do evento, e o nosso Bispo Diocesano, Dom Getúlio, que conversou com os participantes, agradecendo o trabalho realizado nas paróquias e incentivando-os neste serviço tão importante para a Igreja.
Fonte: PasCom Diocesana.

Pagina 2 de 3

contador gratuito

Redes Sociais

Pastorais, Grupos, Movimentos e Comunidades

Destaques

Instituto Santa Paula