Nossa História

No dia 14 de maio de 1944, chega a Assaí o primeiro vigário Frei Epifânio. O.F.M (da Ordem dos Frades Menores), que passa a residir nesta cidade. Desta maneira a comunidade assaiense recebeu assistência espiritual contínua e permanente. Nesta data também foi aberto o livro de Batizados. A capelaauto

  • Nossa História

  • Programa Ecos de São José

  • Programa Oração da Ave Maria

  • Semana Santa 2018 - Programação

  • Cada Comunidade uma Nova Vocação

  • Campanha da Fraternidade 2018

Familiar

I. OBJETIVO

O grande objetivo da Pastoral Familiar é promover e fortalecer a família cristã como verdadeira “Igreja Doméstica”, ”Patrimônio da Humanidade, lugar e escola de comunhão”, centro e base da evangelização, pois “a salvação da pessoa e da sociedade está estreitamente ligada ao bem-estar da comunidade conjugal e familiar”. Por isso, “a Pastoral Familiar, longe de ter perdido o seu caráter prioritário, revela-se hoje, ainda mais urgente, como elemento sobremaneira importante da evangelização”, haja vista que “a ação pastoral é sempre expressão dinâmica da realidade da Igreja, empenhada na missão de salvação”. Também a Pastoral Familiar – forma particular e específica de pastoral – tem como seu princípio operativo e como protagonista responsável a mesma Igreja, através de suas estruturas e de seus responsáveis. É justamente por este motivo que “nenhum, plano de pastoral orgânica, a qualquer nível que seja, pode prescindir da pastoral familiar”. Assim, é necessário que em toda diocese haja  uma pastoral familiar “intensa e vigorosa” (DI, 5, Papa Bento XVI), para anunciar “o evangelho da família, promover a cultura da vida, e trabalhar para que os direitos das famílias sejam reconhecidos e respeitados”.

II. JUSTIFICATIVA

A família foi instituída por Deus na criação, por isso ocupa lugar especial e essencial no plano divino sobre a humanidade, pois “o pacto matrimonial, pelo qual o homem e a mulher constituem entre si o consórcio de toda a vida, por sua índole natural, ordenado ao bem dos cônjuges e à geração da prole, entre os batizados, foi por Cristo Senhor elevado à dignidade de sacramento” (cân. 1055, §1, C.D.C.). Assim, “já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o ser humano não pode separar” (Mt 19,6). Por isso, a família é vocacionada a realizar quatro deveres fundamentais: formar uma comunidade de pessoas; estar a serviço da vida, como “Santuário da vida”; participar no desenvolvimento da sociedade como “Célula primeira e vital da sociedade”; e atuar na vida e missão da Igreja como “Igreja Doméstica”.

Encontro de casais

Aconteceu nos dias 19 e 20 de novembro no salão Frei Epifanio da Paróquia São José o encontro de casais tendo como tema: “Família fruto do amor e perdão”. No primeiro dia de encontro houve uma palestra com a psicóloga Vera de Londrina e um momento de espiritualidade conduzido pelo padre Fiorenzo. No domingo, segundo dia de encontro, foi proferido pelo casal Henrique e Ana Lucia, uma palestra sobre as Bodas de Canã, e pelo casal João e Edines uma palestra com o tema Amor e Perdão. Após o momento formativo aconteceu à celebração da santa Missa e posteriormente o almoço. O Encontro contou com a participação de 43 casais e foi organizado pela Pastoral Familiar, que agradece a todos os que trabalharam pela realização deste projeto assim como aqueles que participaram. Que Deus abençoe a todos.
Pastoral Familiar.

Vem aí a Semana Nacional da Família

Família, Pessoa e Sociedade

Com a Semana Nacional, a Igreja quer, uma vez mais, salientar a importância da família, que, talvez mais que outras instituições, tem sido colocada em questão pelas amplas, profundas e rápidas transformações da sociedade e da cultura. Por isso, é fundamental um olhar atento dirigido à família, patrimônio da humanidade. O contexto atual exige da nossa ação evangelizadora um profundo ardor missionário para ajudar as famílias à não perderem de vista a sua missão primordial de ser a primeira escola das virtudes sociais de que as sociedades têm necessidade. A família participa decisivamente no desenvolvimento da sociedade. É o lugar privilegiado para forjar no coração do homem os valores perenes, sejam eles espirituais ou civis.
O que fazer de especial na Semana Nacional da Família? Contamos com a criatividade das comunidades. Contudo, indicamos algumas sugestões: as escolas poderão trabalhar sobre a realidade e os valores da família. As comunidades poderiam, além de intensificar a oração nas e pelas famílias, promover estudos e palestras sobre os valores das famílias ou outros temas de interesse. Importante também seria apresentar testemunhos de casais, de famílias, jovens e religiosos/as. Os filhos poderiam promover uma serenata para os pais. Celebração eucarística com a presença de todos os casais que nesse ano celebram as bodas. Vigília pelas famílias nas comunidades; adoração ao Santíssimo em prol das famílias; procissão luminosa onde será rezado o terço pelas famílias, fórum da família; peça teatral com o tema: “Família, pessoa e sociedade”; missa de encerramento em ação de graças pelas famílias.

Semana da Familia em Assaí

Centenas de fieis se reunirão neste domingo, 21 de agosto, para a celebração de encerramento da semana da Família. Iniciada às 18h30 minutos em frente ao Centro de Múltiplo Uso da Memória Maria Lydia Cescatto Bomtempo, seguiram em caminhada até a Igreja Matriz, no percurso foram entoados cantos, orações e uma reflexão sobre a família como geradora de uma sociedade nova. A solene Eucaristia, presidida por Pe. Fiorenzo Longhi, contou ainda com a renovação das promessas matrimoniais de alguns casais e a coroação de Nossa Senhora.
A semana da família teve inicio no dia 14 de agosto às 19h30min com missa celebrada por Dom Ettore Dotti, bispo de Navirai – MS, que ressaltou a importância da família com base no Documento de Aparecida. Na segunda-feira, solenidade da Assunção de Nossa Senhora, realizou-se a festa das tendas. Na terça-feira e quarta-feira, houve nas capelas urbanas a celebração eucarística com meditações embasadas na proposta da CNBB para a semana da família 2011. Quinta-feira, dia 18, na igreja matriz, foi celebrada a missa da Mãe Rainha e na sexta-feira a oração do terço luminoso. Por fim no Domingo, com as crianças da Catequese, padre Massimo destacou a família como berço das vocações.
Mensagem do Coordenador.
 “Eu e minha esposa na condição de coordenadores queremos agradecer principalmente a Pastoral Familiar e aos padres que tanto incentivaram para realização desta semana. Agradecemos as pastorais e a comunidade em geral. Achamos que o trabalho foi como planejado. Temos que agradecer a Sagrada Família de Nazaré, que ela continue a nos abençoar e abençoar todas as famílias da comunidade” (João Lajarin, Coordenador da Pastoral Familiar).

Mais artigos...

  1. III. Diretrizes

Pagina 3 de 4

contador gratuito

Redes Sociais

Pastorais, Grupos, Movimentos e Comunidades

Destaques

Instituto Santa Paula